Número total de visualizações de página

Faixa Sonora

segunda-feira, 13 de agosto de 2012

MINHA MUSA


Senhora da manhã vitoriosa
E também do crepúsculo vencido.
Ó senhora da noite misteriosa,
Por quem ando, nas trevas, confundido.

Perfil de luz! Imagem religiosa!
Ó dor e amor! Ó sol e luar dorido!
Corpo, que é alma escrava e dolorosa,
Alma, que é corpo livre e redimido.

Mulher perfeita em sonho e realidade.
Aparição Divina da Saudade…
Ó Eva, toda em flor e deslumbrada!

Casamento da lágrima e do riso;
O céu e a terra, o inferno e o paraíso,
Beijo rezado e oração beijada.

TEIXEIRA DE PASCOAES (1877-1952)
Senhora da Noite

2 comentários:

  1. Não conhecia e gostei muito do poema que escolheu, Mario.Na minha opinião a musa é apenas um meio do poeta chegar ao seu objetivo que é a poesia.

    Beijo, querido e seja bem vindo.

    ResponderEliminar
  2. Ola Mário uma saudação à musa inspiradora Senhora da noite
    Desconhecia este poema

    Parabéns pela escolha

    Abraço

    ResponderEliminar