Número total de visualizações de página

Faixa Sonora

domingo, 10 de março de 2013

A ROSA


Sabia de uma rosa que me ia pouco a pouco
estirando e afrouxando, corpo a corpo, até à alma.

A beleza não tem limites nem aroma
mas durante longos meses senti sua fragância.

Estivemos os dois a partilhar-nos, vida
que nos fundia e nos distanciava.

MARÍA VICTORIA ATENCIA (1931)
Antologia Poética
(tradução de José Bento)

Sem comentários:

Enviar um comentário