Número total de visualizações de página

Faixa Sonora

sexta-feira, 31 de maio de 2013

VEM!




Vem como a gazela do deserto
Obrigada a ziguezaguear em nervosa pressa
Atravessando os trilhos e voltando
Com medo do ganido dos cães e do caçador;
E que finalmente se decide por uma veloz linha recta
Com um olho no lugar deixado.
Estás a salvo dentro da casa da amada
Beijando-lhe as mãos, fazendo-lhe
A sincera proclamação do teu amor,
Fazes tudo isto
Tudo isto no interior da grande e pré-concebida organização
Da deusa de oiro.

Poemas de Amor do Antigo Egipto

(tradução de Helder Moura Pereira)

2 comentários:

  1. Hoje e sempre, amar exige coragem.

    Muito boa a escolha, Mario.

    Beijo.

    ResponderEliminar
  2. Para amar" Basta estar disponível e ter coragem para... claro que sim. Lindo querido amigo, dei mais depressa contigo aqui do que pelo outro meio. Ainda não encontrei o José, mas logo o procuro. Lindo este teu espaço. Prometo que vou vir aqui mais vezes. Beijinhos da Ange....

    ResponderEliminar